CONTEÚDO SOBRE O COMÉRCIO EXTERIOR
E A TRIBUTAÇÃO INTERNACIONAL
Buscar em todo o site:

Notícias | Tentativa dos EUA de cortar cadeia industrial global é “irrealista e insensível”, diz porta-voz chinês

19/03/2020

Beijing – A tentativa dos EUA de cortar as cadeias industrial e de suprimentos globais é “irrealista e insensível”, destacou nesta terça-feira o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Geng Shuang, em uma entrevista coletiva.



Um funcionário norte-americano disse na segunda-feira que a Casa Branca está preparando uma ordem executiva presidencial designada a trazer as cadeias de suprimentos médicos de países como China de volta aos Estados Unidos para reduzir sua dependência de medicinas estrangeiras.



A era da globalização significa interesses profundamente integrados e cadeias industriais e de suprimentos altamente interligadas, observou Geng, acrescentando que a formação e o desenvolvimento das cadeias industriais e de suprimentos globais são o resultado das forças do mercado e das escolhas de empresas.



Segundo ele, é irrealista e insensível tentar cortar as cadeias industriais e de suprimentos globais ou até mesmo apregoar as teorias de “mudança” ou “desacoplamento”.



Em vez de resolver os próprios problemas dos Estados Unidos, tais palavras apenas causarão maiores danos aos cidaãos americanos, assinalou o porta-voz.



Como maior produtor de roupas de proteção e máscaras médicas do mundo, a China ocupa uma posição importante nas cadeias de suprimentos globais de materiais médicos e de prevenção epidêmica, apontou Geng.



“A situação de prevenção e controle de epidemias da China está ganhando uma tendência positiva, a recuperação do desenvolvimento socioeconômico está sendo acelerada e a capacidade de produção de materiais médicos e de prevenção epidêmica está se recuperando e melhorando de forma rápida.”



“Isso não só fornece apoio e garantias para a operação segura e estável de cadeias industriais e de suprimentos globais em materiais médicos e de prevenção epidêmica, como também presta assistência à luta contra a COVID-19”, enfatizou ele.



Geng disse que a China incentiva e apoia as fabricantes de equipamentos médicos, medicamentos e equipamentos de proteção a expandirem a produção para atender às necessidades estrangeiras de compras comerciais enquanto garante a demanda interna.



Fonte: Comex do Brasil, com informações da Xinhua