CONTEÚDO SOBRE O COMÉRCIO EXTERIOR
E A TRIBUTAÇÃO INTERNACIONAL
Buscar em todo o site:

Notícias | Receita Federal apreendeu 63 kg de cocaína no Aeroporto de Viracopos - Campinas

13/03/2019

A Polícia Federal investiga quem levou os 63,3 kg de cocaína apreendidas no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), em 20 de fevereiro. A droga foi encontrada pela equipe de vigilância da Receita em duas malas que seriam despachadas para Lisboa, em Portugal, e na ação ninguém foi preso. A apreensão pelo órgão é a maior desde 2010, segundo apurou a EPTV.



Uma avaliação preliminar indicou que a quantidade de entorpecente poderia ter valor próximo de R$ 16 milhões na Europa. "O container sai depois da fiscalização do terminal de cargas direto para a aeronave. Até esse momento, como a carga tinha sido fiscalizada pela própria companhia aérea com raio-X e o fechamento do container, provavelmente essa droga foi posta em momento posterior", explica o auditor fiscal da Receita em Viracopos Alessandro Grisi Pessoa.



A droga foi encontrada em um container, entre cargas, após denúncia feita por um funcionário de companhia aérea que estava no terminal. "Estava sendo realizada uma operação [da Receita] naquele voo, com acompanhamento do carregamento, e nos últimos momentos o funcionário da companhia aérea detectou esta carga diferente", lembra o auditor.



Para Pessoa, alguém burlou o sistema de segurança. "Houve uma burla, as bagagens não passaram pelos caminhos habituais que seriam fiscalizados pela Receita", ressalta.



Fiscalização



Diariamente, a Receita registra média de 600 declarações sobre exportações de cargas por dia e mais 1 mil de importações e o sistema de câmeras auxilia o monitoramento da equipe.



Toda mala ou carregamento que sai do aeroporto passa por aparelhos de raio-X e, quando há suspeita de irregularidade, os agentes do órgão entram em ação.



"Nós fazemos primeiro uma seleção de algumas cargas que são mais suspeitas e, a partir daí, a gente faz um controle tanto com um cão quanto um controle físico mesmo, de inspecionar e vistoriar as cargas", conta o analista tributário da Receita Cleiber Ferreira.



A Receita contabilizou total de nove apreensões de drogas no primeiro bimestre deste ano.



Fonte: EPTV / G1